O Museu Britânico

01/05/2017

 O Museu Britânico (British Museum) foi fundado em 7 de junho de 1753, mas só aberto ao público em 1759.  A entrada é grátis. 

 A ideia não foi montar apenas a história britânica, mas o pensamento universal, abrigando mais de sete milhões de objetos de todos os continentes, ilustrando e documentando a história da cultura humana desde seus primórdios até os tempos atuais.

Apreciei objetos do Egito, de Roma e Grécia, do Oriente Médio, e de toda a humanidade. Confesso, fiquei emocionada em ver peças, painéis e parte de cidades antigas que estudei. Pena que o guia espanhol era muito chato, só falava de forma impessoal e não respondia às perguntas que eu fazia.  

Ossada humana dos primórdios do Egito, homem enterrado com seus objetos. Segundo o guia, foi a primeira ossada humana a ser encontrada no Egito. Continuamos vivendo como este egípcio, sem lembrar de que nada daqui nos servirá quando o coração parar de bater. 

A Pedra da Roseta de 196 a.C.  Senti arrepio! Não acreditava que estava ali, na minha frente! Escrita em três línguas: hieroglífico, demótico e grego. Descoberta pelos soldados de Napoleão, em 1799, no Egito, em el- Rash (Rosetta). Passou a pertencer à Inglaterra em 1801 com a rendição de Alexandria e, até hoje, é questionada essa posse.

Botões de roupa do Antigo Egito.

Eu, aí, rindo no meio das múmias de mulheres que um dia conversaram frente a frente,  porque não tinham whatsapp, ouvindo suas fofocas. Nada contra a tecnologia do séc. 21, adoro whatsapp para conversar com minhas amizades. 

Gravuras  em alto relevo, entalhe em madeira, mostrando a vida após a morte. Através  de seus objetos e múmias,  observamos que os egípcios conviviam com a vida e a morte no imaginário coletivo. 

Monumento de Nereid, construído para a morada eterna de Erbinna, um comandante das tropas da Grécia Antiga, que quis seu túmulo no formato de um templo grego. Nunca ouvi falar dele, mas o túmulo arrasa! Se era isso que ele queria, conseguiu.

Esta estátua andrógina é emblemática nos seus detalhes.  A Inglaterra expõe partes das obras de arte e dos monumentos (pedaços de cidades!), da Grécia e de Roma. Muito questionada por essas posses, em algumas peças há o registro por quantas libras foram compradas. 

A maquete mostra a cidade de onde os  painéis foram retirados.

 

 Saí desse museu mais sabida. Quero voltar para aprender mais sobre outros povos antigos. Montaram as obras originais de arquitetura do mundo antigo no Museu de Londres. Tive a impressão de estar exatamente naquelas cidades do Egito, da Grécia e de Roma. God save the British Museum! 

 

Please reload

ESCRITO POR MARLENE VAZ

POSTS RECENTES

October 9, 2019

October 1, 2019

October 1, 2019

September 23, 2019

Please reload

© 2023 by Salt & Pepper. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now